I+D

Mais de 50 projetos de investigação desde 1999 sobre “Olivais em Sebe”

O que nos distingue?… A essência da nossa identidade
que nos permite prosseguir para o ajudar a melhorar.

Todolivo

01 - TESTE DOS COMPASSOS EM OLIVAIS EM SEBE

  • 01 – TESTE DOS COMPASSOS EM OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o IFAPA e a UCO
    • Data de início Março de 1999
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_01

     

  • Objetivo Analisar, entre outras coisas, a colheita, a produção, o peso do fruto, bem como o seu rendimento em gordura e humidade. O fruto foi colhido com uma máquina de vindimar para recolher dados a partir da colheita.



02 - PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO E SELEÇÃO DE VARIEDADES PARA OLIVAIS EM SEBE

  • 02 – PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO E SELEÇÃO DE VARIEDADES PARA OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO S.L.
    • Data de início Junho de 1999
    • Local National e international
  • Todolivo_IDI_02

     

  • Objetivo Recuperar e selecionar variedades de azeitona que se distinguem pelo seu sabor peculiar e azeite excecional, que possuem ótimas características agronómicas para a olivicultura em sebe, tais como, por exemplo, produtividade e rendimento em gordura elevado, adaptabilidade a diferentes tipos de solo, resistência à seca, ao frio ou à asfixia radicular, ou ainda resistência ou tolerância natural a vários tipos de doença, etc. Algumas dessas variedades estavam praticamente desaparecidas e outras eram apenas variedades locais desconhecidas do grande público.

PROGRAMA DE
E SELEÇÃO DE VARIEDADES PARA OLIVAIS EM SEBE

  • Um exemplo dos resultados obtidos com este programa é a I-23 imperial®, uma variedade comum na região de Sierra Morena, em Campiña de Jaén e Campiña-Penibética.

    O nosso primeiro contacto com esta variedade aconteceu na década de 80 quando a encontrámos nalgumas explorações agrícolas dos municípios de Adamuz e Montoro (Córdova). De entre as diversas variedades de azeitonas dessas explorações agrícolas, a variedade Imperial era muito pouco expressiva.

    Esta variedade chamou-nos a atenção pelo seu pequeno porte (1/3 do tamanho da variedade Picual) e porque, apesar de estar plantada no mesmo tipo de solo de outras variedades, nunca era atingida pela falta de água, mantinha um excelente vigor e não era atacada pelo “Olho de Pavão” (fungo Spilocaea oleagina).

    Posteriormente, procedemos à

  • seleção e analisámo-la em sebe com excelentes resultados.

    Para além das características acima referidas, convém sublinhar a sua produção média e constante, a floração temporã e a maturação precoce. Possui uma excelente relação polpa/caroço. Confirmámos a sua tolerância ao frio e à humidade do solo, bem como a excelente resistência à seca, ao Olho de Pavão, à Mosca da Azeitona e à Tuberculose.

    O que mais nos surpreendeu nesta variedade foi o seu azeite excecional e único, o que nos levou a incluí-la na nossa base de dados de análise sensorial.

    A maturação precoce faz com que a colheita seja efetuada em setembro-outubro e o azeite extraído seja o primeiro a chegar ao mercado, quando os preços são mais elevados e rentáveis para o agricultor.

  • idi_05-1

03, 04 e 05 - TESTE DO MANEIO NUTRICIONAL DO SOLO COM LITONITA E RESTOS DA PODA TRITURADOS, PODA DE MANUTENÇÃO E ESTUDO DA NUTRIÇÃO NAS DIVERSAS FASES DA CULTURA

  • 03, 04 e 05 – TESTE DO MANEIO NUTRICIONAL DO SOLO COM LITONITA E RESTOS DA PODA TRITURADOS, PODA DE MANUTENÇÃO E ESTUDO DA NUTRIÇÃO NAS DIVERSAS FASES DA CULTURA
    • Realizado TODOLIVO
    • Data de início Junho de 1999
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo (Pedro Abad-Córdova) e herdades plantadas e assistidas por técnicos da Todolivo em Espanha, Portugal e Marrocos.
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_03-05

     

  • Objetivo Estudar o maneio nutricional com Litonita e restos da poda triturados. Poda de Manutenção e estudo da nutrição nas diversas fases da cultura.

06 - TESTE DE OLIVAIS DE SEQUEIRO EM SEBE

  • 06 – TESTE DE OLIVAIS DE SEQUEIRO EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO
    • Data de início Junho 1999 – Março 2003 – Novembro de 2003
    • Local Explorações agrícolas em Cerro Perea, Arjona e Córdova. Explorações agrícolas plantadas e assistidas por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_06

     

  • Objetivo Avaliar a adaptablidade do Olival de sequeiro em Sebe, com diferentes compassos de plantação, tipos de solo e de maneio.

Ver exploração agrícola:“La Matanza”, “El Saltillo”, “El Camarero

07 - TESTE DE VARIEDADES EM OLIVAIS DE SEQUEIRO EM SEBE

  • 07 – TESTE DE VARIEDADES EM OLIVAIS DE SEQUEIRO EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO
    • Data de início Novembro de 2003
    • Local Córdova
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43® e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_07

     

  • Objetivo Estudar o comportamento agronómico das variedades referidas no olival de sequeiro em sebe.

RESULTADOS DO TESTE DE VARIEDADES EM OLIVAIS DE SEQUEIRO EM SEBE

Kg de Azeitonas/ha

 2008200920102011201220132014Media/ha
Arbequina i-21®5,8285,8578,4276,0954,5007,3004,1186,018
Koroneiki i-38®6,8086,9728,5656,4814,5614,9686,2326,370
Arbosana i-43®6,2006,4008,6567,6534,4405,5105,2756,305
Pluviometría460405935822250600375530

Kg de Azeite Virgem Extra/ha

 200820092010201120122013201420152016Média/ha
Arbequina i-21®1.1251.1131.3741,2077741,5338711.4579521.133
Koroneiki i-38®1.5041.5481,6921,3998991,2381,5451.1751.0401.338
Arbosana i-43®1.1941.2191,4201,3457601,2271,0211.4041.2761.207
Pluviometría460405935822250600375380406514

08 - TESTE DE OLIVAIS EM SEBE COM SISTEMA DE REGA LOCALIZADA

  • 08 – TESTE DE OLIVAIS EM SEBE COM SISTEMA DE REGA LOCALIZADA
    • Realizado TODOLIVO
    • Data de início Junho de 1999
    • Local Explorações agrícolas em Brenes e Espejo. Plantadas e assistidas por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43® e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_08

     

  • Objetivo Avaliar a adaptabilidade do Olival em Sebe com sistema de rega localizada, com diferentes compassos de plantação, tipos de solo e de maneio.

  Ver exploração agrícola:“La Plata” “El Alcaide

09 - ACORDO DE PARCERIA ESTRATÉGICA PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PROTÓTIPOS DE COLHEDORAS DE AZEITONAS

  • 09 – ACORDO DE PARCERIA ESTRATÉGICA PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PROTÓTIPOS DE COLHEDORAS DE AZEITONAS
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a empresa Kverneland Group (Gregoire)
    • Data de início Novembro de 1999
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo (Pedro Abad-Córdova) e herdades plantadas e assistidas por técnicos da Todolivo em Espanha, Portugal e Marrocos.
  • Todolivo_IDI_09

     

  • Objetivo Desenvolver novos protótipos de colhedoras de azeitona, tendo em conta o conhecimento e a experiência adquirida pela equipa técnica da Todolivo, e realização de testes em plantações com o Sistema de Olival em Sebe da Todolivo. A Todolivo adquiriu a colhedora G-120 Sw e o modelo “G-133V”, o primeiro protótipo fabricado pela Gregoire destinado exclusivamente à colheita de azeitonas.



10 - TESTE DE VARIEDADES DE OLIVEIRAS EM OLIVAIS EM SEBE

  • 10 – TESTE DE VARIEDADES DE OLIVEIRAS EM OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o IFAPA e a UCO
    • Data de início Março de 2000
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, Koroneiki i-38®, Arbequina i-18®, UCO 1-68, UCO 2-35 e FS 17.
  • Todolivo_IDI_10

     

  • Objetivo Analisar, entre outras coisas, a colheita, o peso do fruto, o seu rendimento em gordura e humidade, assim como a composição acídica e organoléptica dos azeites em cada uma das parcelas de produção primária.
    O fruto foi colhido com uma máquina de vindimar para recolher dados sobre o maneio de cada variedade.

Ver explorações agrícolas: evolução da colheita azeitona e azeite

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO

PEDRO ABAD

95_1
Locality:
Plantation year
Plantation layout
Water supply:
Nutrition:
Realizado
Pedro Abad (Córdova)
Março de 2000
3.75 x 1.35 m
Irrigação gota-a-gota
Litonita antes de plantar. Restos da poda triturados
Em colaboração com a UCO e o IFAPA

 

Produção de “Kg de Azeitona/ha”

Variedades200220032004200520062007200820092010201120122013201420152016Média/ha
FS-174.466,132.013,466.439,86239,6110.944,234.674,527.798,323.965,7214.525,305.139,167.186,083.801,20667,926.333,872.551,105.448,60
UCO-1-686.478,9611.320,1211.320,121.035,6712.886,882.104,619.884,886.818,4512.390,779.825,635.495,448.308,26
Arbequina i-2114.219,8014.576,2117.392,644.097,648.445,8610.140,4310.459,5210.851,9615.026,0613.296,758.876,4419.355,971.034,957.564,257.392,2310.607,92
Arbosana i-4316.584,748.519,5618.285,177.498,2317.397,198.975,6115.301,5110.807,8520.393,8015.027,9210.648,3318.655,832.912,3111.719,516.715,0212.346,99
I-1811.841,7711.294,5315.435,864.032,298.581,5213.324,339.618,7610.259,7215.973,1415.120,677.179,0722.829,84876,247.071,266.733,0710.595,02
UCO 2-351.553,358.490,1514.423,335.445,269.813,488.831,328.532,518.501,9014.699,739.569,875.938,4522.307,121.354,835.830,574.192,329.137,92
Koroneiki i-3817.562,085.289,0510.015,173.349,5414.778,8910.383,8313.629,548.568,1720.053,609.927,419.130,4916.516,961.679,9911.383,153.130,599.845,46

Produção de “Kg de Azeite/ha”

Variedades200220032004200520062007200820092010201120122013201420152016Média/ha
FS-17686,55309,121.037,1258,832.082,841.047,941.755,11930,002.447,571.020,301.174,19599,49125,341.372,71436,371.028,35
UCO-1-68965,371.610,841.610,84255,293.077,39505,531.911,731.626,202.410,012.069,281.073,811.615,09
Arbequina i-212.041,551.914,562.659,87901,521.682,772.072,031.989,892.057,502.428,842.266,641.351,332.863,68155,361.215,201199,391.768,47
Arbosana i-432.652,811.698,094.012,571.632,072.941,711.811,092.629,612.123,063.052,932.327,681.544,622.752,89451,991.914,671.082,132.141,08
I-182.006,641.474,962.347,28907,591.789,472.783,411.851,062.012,242.504,392.663,011.106,273.256,30126,081176,661014,901.786,69
UCO 2-35205,011.144,682.192,341.179,091.931,621.916,721.727,061.645,132.252,301.782,88953,953.257,38216,86926,62690,371.558,36
Koroneiki i-383.152,641.006,532.205,54680,012.890,612.167,062.602,991.710,883.282,191.873,771.457,922.554,99269,261.838,95508,101.789,20

11 - PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE OLIVEIRAS DE VIVEIRO

  • 11 – PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE OLIVEIRAS DE VIVEIRO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Direção Geral da Agricultura e Pecuária. Ministério da Agricultura e Pescas da Junta de Andalucía
    • Data de início Dezembro de 2001
    • Local Viveiro da Todolivo em Pedro Abad.
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_11

     

  • Objetivo Criar um campo de “Pés-Mãe” para multiplicar o material vegetal certificado. Antes de avançar com o programa, selecionámos as melhores Cabeças Clone existentes em explorações agrícolas da Todolivo SL e criámos um viveiro para as plantas de Reserva e de Partida geneticamente controladas pelo Ministério da Agricultura.

12 - TESTE DO COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DE VARIEDADES DE OLIVEIRAS PORTUGUESAS PARA PLANTAÇÕES DE OLIVAIS EM SEBE

  • 12 – TESTE DO COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DE VARIEDADES DE OLIVEIRAS PORTUGUESAS PARA PLANTAÇÕES DE OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de
      Santarém (Portugal)
    • Data de início Outubro de 2003
    • Local Quinta do Quinto situada em Santarém, propriedade da Universidade de Santarém e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Negrinha, Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, Carrasquenha, Cobranços, Galega, Cordovil, Koroneiki i-38®, Verdial e Redondil.
  • Todolivo_IDI_12

     

  • Objetivo Analisar, entre outras coisas, a colheita, o peso do fruto, o seu rendimento em gordura e humidade, assim como a composição acídica e organoléptica dos azeites em cada uma das parcelas de produção primária. A colheita foi efetuada com uma máquina de vindimar para avaliar o maneio de cada uma das variedades em dois compassos diferentes: 3,75 x 1,35 m e 3,75 x 1,80 m.

13 - TESTE DE CONDUÇÃO DA PODA DE RENOVAÇÃO COMPLETA OU DESBASTE

  • 13 – TESTE DE CONDUÇÃO DA PODA DE RENOVAÇÃO COMPLETA OU DESBASTE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o IFAPA e a UCO
    • Data de início Fevereiro de 2004
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Plantada em Córdova em 1999).
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43® e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_13

     

  • Objetivo Determinar a capacidade de renovação e de rebentamento de gomos da oliveira em sebe. Este teste está a ser realizado na exploração agrícola de investigação da Todolivo, onde foi plantado, em 1999, um olival em sebe. No ano em que o teste foi iniciado, o corte foi efetuado a diferentes alturas (30, 50, 70 e 170 cm do solo com eliminação das pernadas) e comparado com uma plantação de controlo sem desbaste. Para quantificar a eficácia da poda, foi avaliada a sua viabilidade económica (rendimento e custos operacionais) e comparada com a poda tradicional em sebe.

14 - TESTES DE POLINIZAÇÃO

  • 14 – TESTES DE POLINIZAÇÃO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o IFAPA e a UCO
    • Data de início Abril de 2005
    • Local Exploração agrícola em Castro del Río, plantada e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43® e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_14

     

  • Objetivo Avaliar a diferença de autocompatibilidade (capacidade de autopolinização), produtividade, rendimento em gordura, etc.

15 - ESTUDO DO COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DE VARIEDADES DE OLIVEIRA PARA PLANTAÇÕES DE OLIVAIS EM SEBE DESENVOLVIDAS EM ESPANHA E NA ITÁLIA

  • 15 – ESTUDO DO COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DE VARIEDADES DE OLIVEIRA PARA PLANTAÇÕES DE OLIVAIS EM SEBE DESENVOLVIDAS EM ESPANHA E NA ITÁLIA
    • Realizado TODOLIVO
    • Data de início Julho de 2006
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova).
    • Variedade Sikitita e Imperial i-23® (espanholas) e Tosca (italiana)
  • Todolivo_IDI_15

     

  • Objetivo Analisar, entre outras coisas, a produtividade, o peso do fruto, o seu rendimento em gordura e humidade, assim como a composição acídica e organoléptica dos azeites em cada uma das parcelas de produção primária. O fruto foi colhido com uma máquina de vindimar para recolher dados sobre o maneio de cada variedade.

16 - ESTUDO COMPARATIVO DA PRODUÇÃO E DO RENDIMENTO EM GORDURA RELATIVAMENTE À ALTURA DA SEBE

  • 16 – ESTUDO COMPARATIVO DA PRODUÇÃO E DO RENDIMENTO EM GORDURA RELATIVAMENTE À ALTURA DA SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade Politécnica de Madrid.
    • Data de início Julho de 2006
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova).
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_16

     

  • Objetivo Determinar a utilidade de efetuar uma poda mecanizada (ou topping) a três alturas do solo (2, 2,75 e 3,5 m) no controlo do vigor da oliveira em sebe. Este teste está a ser realizado numa exploração agrícola plantada em 1999. A poda mecanizada a diferentes alturas é efetuada quando as plantas atingem as referidas alturas.

17 - TESTE DO TOPO, CONDUÇÃO CONTROLADA DA ALTURA DA SEBE

  • 17 – TESTE DO TOPO, CONDUÇÃO CONTROLADA DA ALTURA DA SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o IFAPA e a UCO
    • Data de início Julho de 2006
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43® e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_17

     

  • Objetivo Avaliar a utilidade de efetuar uma poda mecanizada em altura no controlo do vigor da oliveira em sebe.
    Este teste está a ser realizado numa exploração agrícola plantada em 2004. A poda mecanizada é efetuada desde 2006, no momento em que as plantas atingem as referidas alturas.

18 - TESTE DO COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DE VARIEDADES DE OLIVEIRA PARA PLANTAÇÕES EM SEBE EM MARROCOS

  • 18 – TESTE DO COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DE VARIEDADES DE OLIVEIRA PARA PLANTAÇÕES EM SEBE EM MARROCOS
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com aAgro-Health
    • Data de início Septembro de 2006
    • Local El Borouj, Marrakech e Fikh Ben Salah (Marrocos). Explorações agrícolas plantadas e assistidas por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®, Picholin Marrocaine, Arbosana i-43® e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_18

     

  • Objetivo Analisar, entre outras coisas, a produtividade, o peso do fruto, o seu rendimento em gordura e humidade, assim como a composição acídica e organoléptica dos azeites em cada uma das parcelas de produção primária. O fruto foi colhido com uma máquina de vindimar para recolher dados sobre o maneio de cada variedade.

19 - TESTE SOBRE O COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DAS VARIEDADES PERTENCENTES AO PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA OLIVEIRA

  • 19 – TESTE SOBRE O COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DAS VARIEDADES PERTENCENTES AO PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA OLIVEIRA
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o IFAPA e a UCO
    • Data de início Março de 2007
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
    • Variedade UCO 7-8, UCO 6-9, Arbequina i-21®, Siktita, Arbosana i-43®, UCO 2-35
  • Todolivo_IDI_19

     

  • Objetivo Estudo comparativo das plantas-mãe selecionadas pela UCO e pelo IFAPA no âmbito do programa de melhoramento genético que deu origem à Siktita.

Kg de Azeitonas/ha

 20092010201120122013201420152016Media/ha
UCO 7-84.213,909.947,475.212,3513774,196.149,6811.025,675.696,317.998,268.543,42
UCO 6-93.437,8913.053,045.607,108.762,7012.696,982.916,183.501,569.918,788.065.19
Arbequina i-21®5.655,6510.531,7811.676,669.714,089.171,7611.486,696.175,248.798,559.650,68
SikititaP2.143,639.254,727.572,819.935,479.962,6312.670,279.539,3110.248,779.883,43
Arbosana i-43®6.122,508.651,2112.296,5511.943,4312.133,0312.837.2012.177,659.661,5611.385,80
UCO 2-350,008.869,939.000,229.175,4811.585,1615.430,578.020,319.460,0010.220,24

Kg de Azeite Virgem Extra/ ha

 20092010201120122013201420152016Media/ha
UCO 7-8935,181,776,551.030,112.454,051.323,722.298,211.181,701.488,281.650,37
UCO 6-9756,912.382,801.183,371.654,572,899,04626,68738,391.868,701.621,93
Arbequina i-21®1.295,951.916,222.386,101.825,062.175,542.424,341.279,661.664,251.953,02
SikititaP516,901.785,411.592,862.048,322.208,222.646,372.256,762.031,562.081,36
Arbequina i-21®1.213,241.466,732.118,411.977,012.679,882.515,222.412,091.839,802.144.16
UCO 2-350,001.584.201.841,691.641,412.365,403.036,741.572,181.757,671.971,33

20 - COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DAS VARIEDADES DE AZEITONAS DE MESA PARA PLANTAÇÕES DE OLIVAIS EM SEBE

  • 20 – COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DAS VARIEDADES DE AZEITONAS DE MESA PARA PLANTAÇÕES DE OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Sovena e a Universidade de Sevilha em 2012
    • Data de início Julho de 2007 e Fevereiro de 2011
    • Local Exploração agrícola em Campo Maior, plantada pela Todolivo e atualmente propriedade da Sovena, Exploração agrícola em Umbrete (Sevilha) plantada e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Manzanilla Cacereña i-57 e Manzanilla Sevillana i-55
  • Todolivo_IDI_20

     

  • Objetivo Avaliar o comportamento agronómico de diferentes variedades de azeitonas de mesa plantadas em sebe, com compassos diferentes. Foi analisada a produção, o tamanho do fruto, a velocidade da colheita, os custos tidos com a colheita, o estado das azeitonas imediatamente depois de terem sido colhidas e curadas (processo habitual e tradicional a que são submetidas as azeitonas na indústria local para serem conservadas ao estilo sevilhano). Obtivemos dados histológicos dos tecidos da polpa para analisar em detalhe a existência de eventuais danos celulares causados pela colheita com colhedora.

  • 1.º Teste de Olival em Sebe
    para Azeitonas de Mesa

Os excelentes resultados obtidos nos testes efetuados, abrem uma porta de esperança para o setor da azeitona de mesa.

Dada a importância do setor das azeitonas de mesa em Espanha e no mundo, e cientes das dificuldades que enfrenta o setor (os altos custos tidos com a colheita e a escassa rentabilidade que têm levado muitos olivicultores a considerarem a hipótese de abandonarem a cultura), decidimos em 2007 incluir no nosso programa de Investigação e Desenvolvimento (I+D) uma série de testes destinados a avaliar o comportamento agronómico de diversos tipos de olivais para azeitonas de mesa, plantados em sebe e com diferentes compassos.

  • 1.º Teste de Olival em Sebe para Azeitonas de Mesa

    Exploração agrícola:
    Localidade:
    Data da plantação:
    Compasso da plantação:
    Variedades:
    Almadragueira
    Campo Maior (Portugal)
    Julho de 2007
    3,75 x 1,35 m
    Manzanilla Cacereña e Sevillana
  • 17_3

Objetivo do teste: analisar a produção, o tamanho do fruto, a velocidade da colheita, os custos tidos com a colheita, o estado das azeitonas imediatamente depois de terem sido colhidas e curadas (processo habitual e tradicional a que são submetidas as azeitonas na indústria local para serem conservadas ao estilo sevilhano). Obtivemos dados histológicos dos tecidos da polpa para analisar em detalhe a existência de eventuais danos celulares causados pela colheita com colhedora.

Nota: As azeitonas recém-colhidas na exploração foram introduzidas em recipientes com água e soda a 2,4% enquanto esperavam ser transportadas em cubas para serem conservadas na indústria local.

  • OBTIVEMOS OS SEGUINTES RESULTADOS

    Dados da produção (Kg de Azeitonas/ha):

    Variedade2010201120122013201420152016Média/ha
    Manzanilla “Cacereña”3.0009.70017.57813.85015.83612.78614.75812.501
    Manzanilla “Sevillana”3.0009.3009.67711.5057.42510.5689.7208.742
  • 10_3

  • 18_1

  • Dados obtidos da colheita de 2012:

     

    Nota: neste ano, a Universidade de Sevilha colaborou com a Todolivo na realização do teste.

     

    1. Tamanho médio do fruto: 3 g para a manzanilla cacereña e 3,5 g para a manzanilla sevillana.
    2. Colheita com colhedora:
      • Velocidade da colheita: 3,5 km/ha (1 hora e 25 minutos/ha)
      • Custos tidos com a colheita: (A 2,3 cêntimos por quilo de azeitonas)
    3. Danos observados nas “2 horas” que se seguiram à colheita
      • Fruto rachado (superfície afetada): Manzanilla Cacereña (90%) e Manzanilla Sevillana (100%)
      • Rachamento dos frutos: Manzanilla Cacereña (inferior a 2%) e Manzanilla Sevillana (17%)
    4. Recuperação dos frutos rachados depois do processo de cura (técnica tradicional utilizada pela indústria para conservar as azeitonas de mesa)
      • Manzanilla Cacereña: 97.3% e Manzanilla Sevillana (98.7%)

     

Estado das azeitonas “Manzanilla Cacereña” depois do processo tradicional de cura a que são submetidas na indústria de conserva.

 

  • Manzanilla Cacereña
    Colheita Manual
    Todolivo_Cacerena Manual

  • Manzanilla Cacereña
    Colheita MecanizadaTodolivo_Cacerena Mecanizada

     

Nota: Azeitonas provenientes da colheita de 2012

Estado das azeitonas “Manzanilla Sevillana” depois do processo tradicional de cura a que são submetidas na indústria de conserva.

  • Manzanilla Sevillana
    Colheita Manual

  • Manzanilla Sevillana
    Colheita Mecanizada

     

Nota: Azeitonas provenientes da colheita de 2012

Outros testes realizados pela Todolivo em Olivais em Sebe
para Azeitonas de Mesa

 LocalidadFecha de plantaciónCompasso da plantaçãoVariedades
Elvas (Portugal)Janeiro 20083,75 x 1,35 mHojiblanco
Umbrete (Sevilha, Espanha)Fevereiro 20116 x 1,5 mManzanillo Cacereño e Sevillano
Fuente Piedra (Málaga)Abril 20117 x 3 mHojiblanco
Brenes (Sevilha, Espanha)Abril 20126 x 2 mManzanillo Sevillano
Lora del Río (Sevilla)Maio-Junho 20135 x 1,5 m (Manzanillo Cacereño)7 x 1,5 m (Hojiblanco)

21 - TESTE DO COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DE VARIEDADES DE OLIVEIRA EM PORTUGAL, ESPANHA, ITÁLIA E GRÉCIA PARA PLANTAÇÕES EM SEBE

  • 21 – TESTE DO COMPORTAMENTO AGRONÓMICO DE VARIEDADES DE OLIVEIRA EM PORTUGAL, ESPANHA, ITÁLIA E GRÉCIA PARA PLANTAÇÕES EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO e SOVENA
    • Data de início Agosto de 2007
    • Local Parcelas em herdades do Alentejo (Portugal) plantadas pela Todolivo e assistidas por técnicos da Sovena.
    • Variedade Sikitita, Picual i-11, Nevadillo azul, Lechín sevillano, Hojiblanco i-53, Lechín de Granada, Cornicabra, Cuquillo, Arroniz, Coratina injertada en Frantoio, Frantoio, Coratina, Maurino, Pendolino, Leccino Moraiolo, Tosca, Cobrançosa e Galega.
  • Todolivo_IDI_21

     

  • Objetivo Analisar, entre outras coisas, a produtividade, o peso do fruto, o seu rendimento em gordura e humidade, assim como a composição acídica e organoléptica dos azeites. A colheita foi efetuada com uma máquina de vindimar para avaliar o maneio de cada uma das variedades.

22 - TESTES DE PODA MECANIZADA DAS FACES LATERAIS

  • 22 – TESTES DE PODA MECANIZADA DAS FACES LATERAIS
    • Realizado TODOLIVO
    • Data de início Fevereiro de 2008
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_22

     

  • Objetivo Determinar a utilidade da poda mecanizada das faces laterais no controlo do vigor da oliveira em sebe. Este teste está a ser realizado numa exploração agrícola plantada em 1999.

23 - ESTUDO DA EVOLUÇÃO DA EXPRESSÃO GENÉTICA DURANTE O PROCESSO DE MATURAÇÃO DA AZEITONA

  • 23 – ESTUDO DA EVOLUÇÃO DA EXPRESSÃO GENÉTICA DURANTE O PROCESSO DE MATURAÇÃO DA AZEITONA
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o Instituto de Agricultura Sustentável do C.S.I.C.
    • Data de início Fevereiro de 2008
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
  • Todolivo_IDI_23

     

  • Objetivo Determinar a relação entre as variedades de azeitona, o azeite, a evolução dos diferentes parâmetros durante o período de maturação do fruto em diversas variedades e em como essa relação pode afetar a qualidade e a quantidade de azeite.



24 - DESENVOLVIMENTO DE UMA LINHA ESPECÍFICA DO PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA OLIVEIRA

  • 24 – DESENVOLVIMENTO DE UMA LINHA ESPECÍFICA DO PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA OLIVEIRA
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Março de 2008
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
  • Todolivo_IDI_24

     

  • Objetivo Obter novas variedades para o olival em sebe que nos permitissem, por um lado, produzir novos azeites para melhorar e enriquecer o catálogo organolético e, por outro, superar as características da planta-mãe:
    • Precocidade.
    • Rendimento em gordura
    • Produtividade
    • Maior resistência ou tolerância a determinadas doenças.

Novas variedades mais precoces e produtivas, teores de gordura mais elevados e novos azeites com sabores únicos e aromas frutados

  • idi_32-1

  • Em março de 2008 iniciámos, em colaboração com a Universidade de Córdova, um programa de melhoramento genético da oliveira no centro de pesquisa da Todolivo, em Pedro Abad.

    Objetivo

    Obter novas variedades para o olival em sebe que nos permitissem, por um lado, produzir novos azeites para melhorar e enriquecer o catálogo organolético e, por outro, superar as características da planta-mãe:
    • Precocidade
    • Rendimento em gordura
    • Produtividade
    • Maior resistência ou tolerância a determinadas doenças.

    Metodologia

    Seleção de reprodutores, cruzamento em floração de parentais através da polinização, germinação de sementes, criação de plântulas em estufa, novos cruzamentos, cultivo de sementes de plantas provenientes dos cruzamentos efetuados no campo, primeiras avaliações e seleção, avaliação e propagação de plantas pré-selecionadas, teste comparativo das plantas pré-selecionadas e, por último, seleção de novas variedades.

  • FASE 1

    Iniciada na primavera de 2008.

    Em abril de 2010 foram plantadas 1.397 variedades novas obtidas dos cruzamentos, entre os quais foram pré-selecionadas 38. Isto é, foram selecionadas as variedades que superaram a planta-mãe em precocidade, produtividade, maior resistência ou tolerância a determinadas doenças.

    As 38 variedades pré-selecionadas foram multiplicadas e novamente plantadas para serem submetidas a nova avaliação tendo em conta diversos parâmetros, entre os quais a análise do azeite extraído em várias campanhas. Estas variedades encontram-se atualmente em fase final de estudo.

  • FASE 2

    Iniciada na primavera de 2009.

    Em junho de 2012 foram plantadas 310 variedades novas obtidas dos cruzamentos efetuados.

    Atualmente encontram-se em fase de avaliação.

    FASE 3

    Iniciada na primavera de 2010.

    Em junho de 2012 foram plantadas 246 variedades novas obtidas dos cruzamentos efetuados.

    Atualmente encontram-se em fase de avaliação.

25 - ESTUDO DE CONTROLO E COMPORTAMENTO FISIOLÓGICO FACE AO STRESSE HÍDRICO NO VERÃO

  • 25 – ESTUDO DE CONTROLO E COMPORTAMENTO FISIOLÓGICO FACE AO STRESSE HÍDRICO NO VERÃO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o Verdtech New Campo, S.A .e a Universidade de Huelva.
    • Data de início Abril de 2008
    • Local Huevar (Sevilha), exploração plantada pela Todolivo
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_25

     

  • Objetivo Estudar o padrão de comportamento da oliveira face ao stresse hídrico, caracterizá-lo e definir indicadores que, no terreno, permitissem avaliar o stresse para tomar decisões em termos de rega.

26 e 27 - ESTUDO SOBRE AS VANTAGENS DA APLICAÇÃO DE MICORRIZAS, LITONITA E BIOPRON EM PLANTAÇÕES DE OLIVEIRAS EM SEBE

  • 26 e 27 – ESTUDO SOBRE AS VANTAGENS DA APLICAÇÃO DE MICORRIZAS, LITONITA E BIOPRON EM PLANTAÇÕES DE OLIVEIRAS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com as empresas Probelte, Mycosym, Mycovitro e Biotech.
    • Data de início Março de 2009
    • Local Viveiro da Todolivo em Pedro Abad
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_26-27

     

  • Objetivo Determinar a vantagem das micorrizas, da Litonita e do Biopron em plantações de oliveiras tendo em conta o crescimento radicular, o nível de proteção fitossanitária com vista a prevenir doenças fúngicas da raiz e nemátodes, o aumento da produção, entre outros parâmetros.

28 - ACORDO DE PARCERIA ESTRATÉGICA COM NEW HOLLAND PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PROTÓTIPOS DE COLHEDORAS DE AZEITONA

  • 28 – ACORDO DE PARCERIA ESTRATÉGICA COM NEW HOLLAND PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PROTÓTIPOS DE COLHEDORAS DE AZEITONA
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a empresa CNH MAQUINARIA SPAIN S.A. (Departamento Agrícola New Holland)
    • Data de início Março de 2009
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo (Pedro Abad-Córdova) e herdades plantadas e assistidas por técnicos da Todolivo em Espanha, Portugal e Marrocos.
  • Todolivo_IDI_28

     

  • Objetivo Desenvolver novos protótipos de colhedoras de azeitona, tendo em conta o conhecimento e a experiência adquirida pela equipa técnica da Todolivo, e realização de testes em plantações com o Sistema de Olival em Sebe da Todolivo. Como, por exemplo, o protótipo que deu origem à primeira colhedora especificamente destinada à colheita de azeitonas fabricada pela New Holland (Modelo VX7090 Olive) ou o protótipo que esteve na base do desenvolvimento da máquina (9090X Olive Model). Ao longo dos últimos anos, a Todolivo adquiriu 14 modelos de colhedoras New Holland: 7090 Dual – 7090 Olive e 9090 Olive.

29 - ESTUDO DO AJUSTE DOS NÍVEIS CRÍTICOS DE CONCENTRAÇÕES DE AZOTO NAS FOLHAS

  • 29 – ESTUDO DO AJUSTE DOS NÍVEIS CRÍTICOS DE CONCENTRAÇÕES DE AZOTO NAS FOLHAS
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Rede Andaluza de Experimentação Agrária (RAEA)
    • Data de início Junho de 2009
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_29

     

  • Objetivo Ajustar com exatidão os níveis de azoto no diagnóstico e, consequentemente, na fertilização azotada do olival. Os resultados das experiências anteriores sugerem que o nível crítico deficitário atualmente estabelecido em 1,4% para o azeite, pode estar sobrestimado.
    Seja como for, constatou-se que o excesso de azoto tem impactos negativos quer na árvore quer na colheita, não estando no entanto definido um valor exato a partir do qual se observam estes efeitos.

30 - ESTUDO DO CONTROLO DO VIGOR EM OLIVAIS EM SEBE ATRAVÉS DE DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE REGA DEFICITÁRIA

  • 30 – ESTUDO DO CONTROLO DO VIGOR EM OLIVAIS EM SEBE ATRAVÉS DE DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE REGA DEFICITÁRIA
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Sevilha e o IFAPA de Córdova.
    • Data de início Junho de 2009
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova)
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_30

     

  • Objetivo Determinar a quantidade ideal de água para um Olival em Sebe e o(s) momento(s) da rega. Para tal, foram definidas várias estratégias de rega deficitária controlada e sem controlo, com o objetivo de avaliar a sua influência no vigor, no vingamento, na produção e na qualidade do azeite em olivais em sebe. O teste dividiu-se em três estádios fenológicos, uma vez que o stresse hídrico depende da duração, da intensidade e do momento de aplicação. Estádio I: do abrolhamento à lenhificação do caroço; Estádio II: da à lenhificação do caroço ao momento em que o teor de óleo aumenta; e Estádio III: do momento em que o teor de óleo aumenta à colheita.

31 - TRATAMENTO TÉRMICO PARA CONTROLO DAS COBERTURAS VEGETAIS

  • 31 – TRATAMENTO TÉRMICO PARA CONTROLO DAS COBERTURAS VEGETAIS
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Repsol S.A.
    • Data de início Junho de 2009
    • Local Explorações agrícolas “Olivillos” em Antequera (Málaga) e “Explotaciones Agrícolas Sánchez y Beato” em Vva de Algaidas (Málaga). Plantadas e assistidas pela Todolivo.
  • Todolivo_IDI_31

     

  • Objetivo Estudar o controlo das ervas daninhas por tratamento térmico, o qual consistiu em aplicar calor produzido a partir de gás propano nas ervas daninhas que crescem no terreno de cultivo, de tal forma que a sua intensidade e tempo de exposição provocassem uma expansão significativa do líquido (ebulição) das células da planta e, por conseguinte, a ruptura das paredes celulares sem chegar à combustão da matéria vegetal.

32 - ESTUDO COMPARATIVO ENTRE A ESPALDEIRA E OS TUTORES DE BAMBU EM OLIVAIS EM SEBE

  • 32 – ESTUDO COMPARATIVO ENTRE A ESPALDEIRA E OS TUTORES DE BAMBU EM OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO
    • Data de início Dezembro de 2009
    • Local Herdade em Ferreira do Alentejo (Portugal). Propriedade da Sovena. Plantada pela Todolivo
  • Todolivo_IDI_32

     

  • Objetivo Determinar e avaliar o comportamento dos dois sistemas de condução da oliveira até à 2.ª campanha, quando não é necessário nenhum tutor.

33 - TESTE DE TOLERÂNCIA À VERTICILLIUM DAS DIVERSAS VARIEDADES

  • 33 – TESTE DE TOLERÂNCIA À “VERTICILIUM” DAS DIVERSAS VARIEDADES
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Rede Andaluza de Experimentação Agrária (RAEA)
    • Data de início Abril de 2010
    • Local Exploração agrícola em Andújar (Jaén) e Lebrija (Sevilha)
    • Variedade Arbequina i-21®, Bodeguera, Changlot Real, Cornicabra, Empeltre, Frantoio, Grosal de Albocafer, Hojiblanca i-53, Koroneiki i-38®, Manzanilla Sevillana i-55, Picual i-11 e Sevillenca.
  • Todolivo_IDI_33

     

  • Objetivo Estudar a incidência da “Verticilium” nas diferentes variedades e quantificar o número de plantas mortas.

34 - DETERMINAÇÃO DA INFLUÊNCIA DA ORIENTAÇÃO NOS OLIVAIS EM SEBE DE SEQUEIRO

  • 34 – DETERMINAÇÃO DA INFLUÊNCIA DA ORIENTAÇÃO NOS OLIVAIS EM SEBE DE SEQUEIRO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Maio de 2010
    • Local Exploração agrícola de investigação “El Calderito” da Todolivo (Sequeiro).
    • Variedade Arbequina i-21® para um compasso de 6 x 1,75 m
  • Todolivo_IDI_34

     

  • Objetivo Estudar a influência das diferentes orientações na produtividade e no rendimento em gordura dos olivais em sebe de sequeiro. O estudo incidiu sobre a produção, a distribuição vertical da floração, frutificação e de outros elementos da cultura (n.º e peso dos frutos, tamanho e teor de óleo) em sebes com diferentes orientações.

35 - TESTE DE VARIEDADES EM SEQUEIRO E LARGURA DAS ENTRELINHAS NOS OLIVAIS EM SEBE

  • 35 – TESTE DE VARIEDADES EM SEQUEIRO E LARGURA DAS ENTRELINHAS NOS OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Maio de 2010
    • Local Exploração agrícola de investigação “El Calderito” da Todolivo (Sequeiro).
    • Variedade Sikitita, Imperial i-23®, Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, Koroneiki i-38® e Tosca
  • Todolivo_IDI_35

     

  • Objetivo Comparar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura das variedades de azeitona acima mencionadas, num Olival em Sebe de Sequeiro com entrelinhas de diferentes larguras: 4×1,75m; 5×1,75m; 6×1,75m e 7×1,75m.

36 - TESTE DOS COMPASSOS EM OLIVAIS EM SEBE DE SEQUEIRO

  • 36 – TESTE DOS COMPASSOS EM OLIVAIS EM SEBE DE SEQUEIRO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Maio de 2010
    • Local Exploração agrícola de investigação “El Calderito” da Todolivo
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_36

     

  • Objetivo Estudar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura do Olival em Sebe de sequeiro com entrelinhas de diferentes larguras e uma distância entre árvores na linha de 5, 6 e 7 metros.

37 - TESTE COMPARATIVO DE VARIEDADES E COMPASSOS LARGOS EM OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO

  • 37 – TESTE COMPARATIVO DE VARIEDADES E COMPASSOS LARGOS EM OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Rede Andaluza de Experimentação Agrária.
    • Data de início Março de 2011
    • Local Parcela de terreno na “Alameda del Obispo” em Córdova, pertencente ao IFAPA
    • Variedade Picual i-11, Lechín de Sevilla, Sikitita, Tosca, Koroneiki i-38®, Hojiblanca i-53, Cornicabra, Chaglot Real, Carrrasqueño de Alcaudete, Arbosana i-43®, Arbequina i-21®, 78-5, 268, Zaiti, Empeltre e Royal de Cazorla.
  • Todolivo_IDI_37

     

  • Objetivo Estudar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura nas variedades de azeitona acima mencionadas, com um compasso de 6×2 m.

38 - ENSAIO COMPARATIVO DE VARIEDADES E COMPASSOS EM OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO (CROÁCIA)

  • 38 – ENSAIO COMPARATIVO DE VARIEDADES E COMPASSOS EM OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO (CROÁCIA)
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com HCPHS de Split (Croácia)
    • Data de início Abril de 2011
    • Local Parcela de terreno localizada perto de Split (Croácia)
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43® e Koroneiki i-38®
  • Todolivo_IDI_38

     

  • Objetivo Estudar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura nas variedades de azeitona acima mencionadas em olivais em sebe de regadio com compassos diferentes.

39 - DETERMINAÇÃO DA INFLUÊNCIA DA ORIENTAÇÃO NOS OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO

  • 39 – DETERMINAÇÃO DA INFLUÊNCIA DA ORIENTAÇÃO NOS OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Junho de 2011
    • Local Parcela de terreno situada no “Campus de Rabanales” da UCO, plantada e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_39

     

  • Objetivo Estudar a influência das diferentes orientações na produtividade e no rendimento em gordura dos olivais em sebe de regadio. O estudo incidiu sobre a produção, a distribuição vertical da floração, frutificação e de outros elementos da cultura (n.º e peso dos frutos, tamanho e teor de óleo) em sebes com diferentes orientações.

40 - TESTE DE VARIEDADES E DA LARGURA DAS ENTRELINHAS EM OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO

  • 40 – TESTE DE VARIEDADES E DA LARGURA DAS ENTRELINHAS EM OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Junho de 2011
    • Local Parcela de terreno situada no “Campus de Rabanales” da UCO, plantada e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i- 43, Koroneiki i-38®, Sikitita e Tosca
  • Todolivo_IDI_40

     

  • Objetivo Estudar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura nas variedades acima mencionadas, com compassos de 4x2m, 5x2m e 6x2m.

41 - TESTE DOS COMPASSOS DE OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO

  • 41 – TESTE DOS COMPASSOS DE OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Junho de 2011
    • Local Parcela de terreno situada no “Campus de Rabanales” da UCO, plantada e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_41

     

  • Objetivo Among other parameters, to study the productivity and fat yield of the irrigated high density olive grove with different layouts of irrigated plantation: 4. 5 and 6 m (width of path) x 1.5; 1.75 and 2 m (distance between olive trees in the plantation line).

42 - TESTE À DISPONIBILIDADE DE ÁGUA DA REGA EM OLIVAIS EM SEBE

  • 42 – TESTE À DISPONIBILIDADE DE ÁGUA DA REGA EM OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Junho de 2011
    • Local Parcela de terreno situada no “Campus de Rabanales” da UCO, plantada e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, Koroneiki i-38®, Sikitita e Tosca.
  • Todolivo_IDI_42

     

  • Objetivo Estudar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura nas variedades acima mencionadas plantadas em sebe~, em função da disponibilidade da água de rega.

43 - TESTE DE CONTROLO DO OLHO DE PAVÃO EM OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO

  • 43 – TESTE DE CONTROLO DO OLHO DE PAVÃO EM OLIVAIS EM SEBE DE REGADIO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Universidade de Córdova.
    • Data de início Primavera e Outono de 2011
    • Local Exploração agrícola “El Camarero” e parcelas de terreno em explorações agrícolas de investigação que a Todolivo possui em Pedro Abad, Córdova (Calderito).
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_43

     

  • Objetivo Estudar a eficiência do controlo do “Olho de Pavão” mediante a utilização de diversos tipos de tratamentos.

44 - TESTE DE INIBIÇÃO DA ATIVIDADE ENZIMÁTICA DA POLIFENOLOXIDASE

  • 44 – TESTE DE INIBIÇÃO DA ATIVIDADE ENZIMÁTICA DA POLIFENOLOXIDASE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o Instituto de Investigación y Avance Biotecnólogico.
    • Data de início Septembro de 2011
    • Local Parcela de terreno situada na exploração agrícola de investigação da Todolivo em Pedro Abad (Córdova).
    • Variedade Arbequina i-21®
  • Todolivo_IDI_44

     

  • Objetivo Inibir a atividade enzimática da polifenoloxidase presente nas azeitonas e melhorar a qualidade do azeite obtido através do aumento dos polifenóis totais.

45 - TESTE COMPARATIVO DE COMPASSOS LARGOS EM OLIVAIS EM SEBE COM VARIEDADES PORTUGUESAS E ESPANHOLAS

  • 45 – TESTE COMPARATIVO DE COMPASSOS LARGOS EM OLIVAIS EM SEBE COM VARIEDADES PORTUGUESAS E ESPANHOLAS
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com José Maria Amorim Costa da herdade “Torres das Figueiras”
    • Data de início Novembro de 2011
    • Local Exploração agrícola situada em Monforte (Portugal), plantada e assistida pela Todolivo.
    • Variedade Galega, Azeiteira, Arbosana i-43®, Sikitita, Koroneiki i-38®, Arbequina i-21®, Picual i-11, Cornicabra, Verdial e Gordal Sevillana.
  • Todolivo_IDI_45

     

  • Objetivo Estudar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura nas variedades acima mencionadas, em olivais em sebe de regadio com linhas de diferentes larguras: 6×1,5m; 6x2m; 6×2,5m; e 6x3m.

46 - TESTE COMPARATIVO ENTRE NOVAS VARIEDADES E VARIEDADES DE REFERÊNCIA PLANTADAS EM SEBE EM PORTUGAL

  • 46 – TESTE COMPARATIVO ENTRE NOVAS VARIEDADES E VARIEDADES DE REFERÊNCIA PLANTADAS EM SEBE EM PORTUGAL
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Escola Superior Agrária de Santarém.
    • Data de início Outubro de 2013
    • Local Parcela de terreno situada em Santarém (Portugal), plantada e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Sikitita, Abosana i-43, Tosca e novas variedades em estudo, com um compasso de 4×1,35m
  • Todolivo_IDI_46

     

  • Objetivo Comparar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura nas novas variedades de azeitonas e nas variedades tradicionais plantadas em sebe.

47 - TESTE DA OLIANA EM PORTUGAL E EM ESPANHA

  • 47 – TESTE DA “OLIANA” EM PORTUGAL E EM ESPANHA
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Agromillora Iberia.
    • Data de início Dezembro de 2013 e Março de 2014
    • Local Parcelas de terreno em Abrantes (Portugal) com um compasso de 5 x 1,5m e na exploração agrícola de investigação da Todolivo, sita em Pedro Abad (Córdova), com um compasso de 3,75 x 1,35 m. Plantadas e assistidas pela Todolivo.
    • Variedade Oliana
  • Todolivo_IDI_47

     

  • Objetivo Estudar o comportamento da Oliana com diversos compassos e condições climáticas para comparar a produção e o rendimento em gordura com as restantes variedades.

48 - TESTE DO MANZANILLO SEVILLANO i-55 SOBRE PORTA-ENXERTOS PARA NANISMO COMPARADO COM MANZANILLOS PLANTADOS EM PÉ-FRANCO

  • 48 – TESTE DO MANZANILLO SEVILLANO i-55 SOBRE PORTA-ENXERTOS PARA NANISMO COMPARADO COM MANZANILLOS PLANTADOS EM PÉ-FRANCO
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a Agromillora Iberia.
    • Data de início Janeiro de 2014
    • Local Exploração agrícola de investigação da Todolivo situada em Pedro Abad (Córdova). Plantadas e assistidas pela Todolivo.
    • Variedade Manzanillo Sevillano i-55 enxertado em porta-enxertos para nanismo e Manzanillo plantado em pé-franco com um compasso de 3,75 x 1,35 m.
  • Todolivo_IDI_48

     

  • Objetivo Comparar o vigor, a produção e o rendimento em gordura dos dois padrões.

49 - BALANÇO E PEGADA DE CARBONO EM OLIVAIS EM SEBE

  • 49 – BALANÇO E PEGADA DE CARBONO EM OLIVAIS EM SEBE
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com o Dpt. de Ciencias y Recursos Agrícolas y Forestales da UCO
    • Data de início Publicado em Março de 2014 (os ensaios foram iniciados em 2010)
    • Local Várias explorações agrícolas situadas em Córdova.
  • Todolivo_IDI_49

     

  • Objetivo Determinar e comparar a Pegada de Carbono , em plantações em sebe e intensivas da variedade “Arbequina”. Em plantações tradicionais e intensivas da variedade “Picual”.

50 - TESTE DOS COMPASSOS EM OLIVAIS EM SEBE DE SEQUEIRO COM A VARIEDADE IMPERIAL I-23

  • 50 – TESTE DOS COMPASSOS EM OLIVAIS EM SEBE DE SEQUEIRO COM A VARIEDADE IMPERIAL I-23
    • Realizado TODOLIVO
    • Data de início Junho 2014
    • Local Explorações agrícolas “El Calderito” e “El Camarero” (Todolivo), situadas em Córdova.
    • Variedade Imperial i-23®
  • Todolivo_IDI_50

     

  • Objetivo Estudar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura na variedade Imperial i-23® plantada com o Sistema de Olival em Sebe da Todolivo, em plantações de sequeiro com diferentes compassos: 6x2m; 5x2m e 4x2m

51 - TESTE COMPARATIVO DE VARIEDADES COM UM COMPASSO DE 6 METROS EM PORTUGAL

  • 51 – TESTE COMPARATIVO DE VARIEDADES COM UM COMPASSO DE 6 METROS EM PORTUGAL
    • Realizado TODOLIVO em colaboração com a empresa Torre das Figueiras
    • Data de início Julho de 2014
    • Local Exploração agrícola situada em Monforte, plantada e assistida por técnicos da Todolivo.
    • Variedade Arbequina i-21®, Arbosana i-43®, Koroneiki i-38®, Sikitita, Oliana, Galega e Cobrançosa.
  • Todolivo_IDI_51

     

  • Objetivo Comparar, entre outros parâmetros, a produtividade e o rendimento em gordura nas variedades acima mencionadas, com compassos de 6 x1,5m.